ROLAMENTOS

Rolamentos podem ser encontrados a nossa volta mais do que você imagina. Nos automóveis, por exemplo: existem entre 100 e 150 rolamentos apenas em um carro comum. Aliás, a verdade é que, sem rolamentos, as rodas vibrariam muito, os dentes da engrenagem de transmissão não seriam capazes de girar, e o carro não iria andar suavemente.


No entanto, rolamentos não são utilizados apenas em carros, e estão presentes em todos os tipos de máquinas; de trens e aviões a satélites, nos computadores e nas sempre úteis máquinas de lavar roupa. Contribuindo para um menor consumo de energia e reduzindo o atrito, rolamentos permitem a transmissão eficiente de energia e são ecologicamente corretos, sendo assim cruciais para o funcionamento estável das máquinas. 


Com a redução do atrito mecânico, garantem o melhor desempenho e a performance que precisamos. Adquira sempre rolamentos originais. Conheça os principais tipos de rolamentos que você encontra na Portorrol:

Rolamentos Fixos de Uma Carreira de Esferas

Constituem o tipo mais representativo entre os rolamentos, pois atendem um extenso campo de aplicações. Os canais da pista no anel interno e no anel externo apresentam um perfil lateral em arco, com raio ligeiramente maior que o raio das esferas. Além da carga radial, permite o apoio da carga axial em ambos os sentidos. O toque de atrito é pequeno, sendo o mais adequado para aplicações que requerem baixo ruído e vibração, e em locais de alta velocidade de rotação. Neste rolamento, além do tipo aberto, existem os blindados com placas de aço, os vedados com proteção de borracha, e os com anel de retenção no anel externo. Geralmente, as gaiolas utilizadas são as prensadas de aço.

Rolamentos de Uma Carreira de Esferas de Contato Angular

Os rolamentos deste tipo permitem o apoio da carga radial e num único sentido a carga axial. As esferas e os anéis interno e externo formam ângulos de contato de 15, 25, 30 ou 40 graus. Quanto maior o ângulo de contato, maior será a capacidade de carga axial, e quanto menor o ângulo de contato, melhor será para altas rotações. Normalmente, duas peças do rolamento são contrapostas e utilizadas para o ajuste da folga. Geralmente, as gaiolas utilizadas são as prensadas de aço, mas para os rolamentos de alta precisão com ângulo de contato menor que 30° são utilizadas, principalmente, as gaiolas de poliamida.

Rolamentos de Duas Carreiras de Esferas de Contato Angular

Os rolamentos de duas carreiras de esferas de contato angular possuem a configuração básica de duas peças do rolamento de uma carreira de esferas de contato angular dispostas costa a costa, em que os anéis internos e externos estão cada qual integrados numa única peça. Consequentemente, tem a capacidade de apoiar a cama axial em ambos os sentidos.

Rolamentos Autocompensadores de Esferas

O anel interno possui duas pistas e a pista do anel externo é esférica. O centro do raio que forma esta superfície esférica é coincidente ao centro do rolamento; consequentemente, o anel interno, as esferas e a gaiola inclinam-se livremente em relação ao anel externo. Os erros de alinhamento que ocorrem devido aos casos como o do desvio na usinagem do eixo e alojamento e as deficiências na instalação são corrigidos automaticamente. Além disso, existem também os rolamentos de furo cônico, que são fixados através de buchas.

Rolamentos de Rolos Cilíndricos

São rolamentos de construção simples em que os rolos de forma cilíndrica estão em contato linear com a pista. Possuem uma grande capacidade de carga, principalmente apoiando a carga radial. Como o atrito entre os corpos rolantes e o rebordo do anel é reduzido, são adequados para altas rotações. Em função da existência ou não de rebordos nos anéis, há os tipos NU,NJ, NUP, N e NF para os de uma carreira, e os tipos NNU e NN para os rolamentos de duas carreiras.

O anel interno e o anel externo são separáveis em todos os tipos.

Os tipos de rolamentos de rolos cilíndricos que não têm o rebordo no anel interno ou no anel externo, por permitirem o movimento relativo entre o anel interno e o anel externo na direção axial, são utilizados como rolamentos lado livre. Os rolamentos de rolos cilíndricos que possuem rebordos nos dois lados de um dos anéis, interno ou externo, e um rebordo no outro anel, podem apoiar a carga axial de certo grau em um sentido. Os rolamentos de duas carreiras de rolos cilíndricos têm uma alta rigidez em relação à carga radial , e são usados principalmente em fusos de máquinas-ferramentas.

As gaiolas normalmente usadas são as prensadas de aço e as usinadas de latão; há também uma parcela com gaiolas de poliamida.

Rolamentos de Agulha

Nos rolamentos de agulha são inseridos um grande número de rolos finos e alongados com comprimento de 3 a 10 vezes o diâmetro. Consequentemente, com a reduzida proporção do diâmtro externo em relação ao diâmetro do círculo inscrito dos rolos, possuem capacidade de carga radial comparativamente maior.

 

Existem vários tipos de rolos agulha, como os de anel externo estampado em chapa de aço especial, os sólido de anéis usinados, as gaiolas como os rolos e sem anéis, os rolos comando, etc. Além disso, exitem tipos e classificações, como: como anel interno e sem anel interno, ou com gaiola e sem gaiola.

Rolamentos de Rolos Cônicos

Os Rolos Cônicos trapezoidais inseridos como corpos rolantes são guiados pelo rebordo maior do anel interno. De grande capacidade de carga, permitem o apoio da carga radial e num único sentido a carga axial. Em geral, igualmente ao rolamento de esferas de contato angular, duas peças do rolamento são usadas contrapostas. Neste caso, em função do ajuste do espaçamento entre os anéis internos ou entre os anéis externos na direção axial, permite-se selecionar a folga interna adequada.

O anel interno (cone) e o anel externo (capa) podem ser instalados independentemente por serem separáveis. Conforme o ângulo de contato estão classificados em: ângulo normal, ângulo intermediário e ângulo grande. Na classificação pelo número de carreiras, há também os rolamentos de duas e de quatro carreiras de rolos cônicos.

Rolamentos Autocompensadores de Rolos

São rolamentos formados pelo anoel interno com duas pistas, anel externo com pista esférica e os rolos com a superfície de rolagem esférica. Devido ao centro da pista esférica do anel externo ser coincidente ao centro do rolamento, permite o autoalinhamento como os rolamentos autocompensadores de esferas.

Consequentemente, quando houver erros de alinhamento de eixos e alojamentos ou flexão do eixo, são automaticamente ajustados, fazendo com que não ocorram cargas anormais no rolamento. Os rolamentos autocompensadores de rolos permitem o apoio da carga radial e em ambos os sentidos a carga axial. A capacidade de carga radial é grande e são adequados para aplicações com cargas pesadas e cargas de choque.

Os rolamentos com furo cônico podem ser instalados diretamente no eixo cônico ou podem ser instalados no eixo cilíndrico pela utilização das buchas de fixação ou de desmontagem. As gaiolas normalmente utilizadas são as prensadas de aço e as usinadas de latão.

Rolamentos Axiais de Esferas

Os rolamentos axiais de esferas são constituídos por anéis em configuração de arruelas com canal e gaiolas com as esferas embutidas. O anel a ser instalado no eixo é denominado anel interno, e o anel a ser instalado no alojamento é denominado de anel externo.

Rolamentos Axiais Autocompensadores de Rolos

Estes rolamentos tem uma pista esférica no assento do anel externo e rolos trapezoidais dispostos obliquamente na superfície de rolagem. O rolamento possui autoalinhamento, em virtude da pista do anel externo ser esférica. A capacidade de carga axial é elevadíssima, e quando estiver sob carga axial permite a aplicação de cargas radiais moderadas. As gaiolas utilizadas são as prensadas de aço ou as usinadas de latão.

Av. Pernambuco, 1313 - Navegantes - Porto Alegre/RS

(51) 3325.1044

Rua Joaquim Nabuco, 457 / Loja 01 - Centro - Criciúma/SC 

(48) 3413.6555

Rua Dona Elza Meinert, 900 - Costa e Silva - Joinville/SC 

(47) 3202.9474

Copyright © 2016 - Portorrol Rolamentos. Todos os direitos reservados.